[Cantinho da Criança] “Deus, um Refúgio” por Diana Kleyn

a_child_s_prayer_by_bcgunther22-d602nx8“Nos palácios dela, Deus se faz conhecer como alto refúgio. Por isso, eis que os reis se coligaram e juntos sumiram-se; bastou-lhes vê-lo, e se espantaram, tomaram-se de assombro e fugiram apressados.” Salmo 48:3-5

Durante a rebelião na Irlanda , em 1793 , os rebeldes decidiram atacar uma colônia Morávia¹ em Grace Hill. Um grande número de soldados marcharam em direção à cidade. Quando chegaram lá, entretanto, eles não viram ninguém nas ruas e nas casas. Para onde tinham ido os cidadãos? Os morávios tinham esperado muito tempo por aquele ataque, mas porque não acreditavam em luta, tinham se reunido na capela. Eles oravam a Deus, que confiavam ser seu escudo na hora do perigo. Os inimigos, que esperavam encontrar-se com espadas e armaduras, ficaram admirados. Aquilo certamente não era o que eles esperavam! Em vez de encontrar mão segurando armas, viram as mãos postas em oração; em vez de armas, viram joelhos dobrados e cabeças inclinadas diante do trono do Príncipe da Paz. Os morávios estavam orando! Leia mais »

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

“O Dilema de uma Dona de Casa – Parte 2″ por Carolyn Mahaney

happy-housewife1Ainda não leu a Parte 1? Leia Aqui.

Nós respondemos à humilde pergunta de Julie (2) levando-a primeiro à clara designação bíblica da mulher como “administradora do lar” (Tt.2:3-5, 1Tm.5:14, Pv.31:10ss). Esta responsabilidade de “governar” em nosso território é um privilégio do nosso bondoso Criador e, desta forma, uma tarefa que nós temos que abraçar de todo coração.

Mas há certamente mais para ser dito. Mais especificamente a questão é: E se o marido de uma mulher for preguiçoso ou pouco disposto a ajudar quando ela precisa de uma mão? Será que ela deve simplesmente morder o lábio e continuar servindo sua família enquanto ele fica na folga? Leia mais »

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

“O Mundo e a Adoção” por Pr. Carlos Mendes

486153_531508243566227_689376238_nRecentemente li o artigo “A legalização do aborto nos Estados Unidos e no Brasil” de Mary VerWys e fiquei profundamente impactado e perplexo diante dos motivos que levam muitas pessoas a matarem uma criança: “Meu namorado quer que eu faça”, “Eu não quero ficar gorda”, “Eu sou divorciada e não quero que meu marido saiba que eu tive um caso”, “Eu não quero entristecer os meus pais”, “Meu namorado é de uma raça diferente”, “Eu estou sem dinheiro e não quero pedir ajuda”, “Eu tenho um novo emprego e quero ser promovida”, “Eu já tenho um menino e uma menina e não preciso de outro filho”, “Eu sinto enjoo toda manhã e quero me livrar desse mal-estar”, “Pode ser que tenha alguma coisa errada com o bebê”. Segundo a autora, 50 milhões de bebês já foram mortos nos Estados Unidos, é como se uma Argentina inteira fosse dizimada, quase a população inteira da Inglaterra. Você consegue imaginar o que é isso? Leia mais »

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

“O Dilema de uma Dona de Casa – Parte 1″ por Nicole Whitacre

Screen Shot 2014-04-20 at 11.29.33 PM“Eu sou uma feminista em remissão”, Julie confessou no e-mail que nos mandou. E não somos todas, pela graça de Deus?

Ela continuou:

“Honestamente, eu ainda luto em meu papel como esposa e mãe apesar de já vivenciá-lo há dez anos. Por isso quando eu li, há alguns dias, o comentário da Carolyn sobre o Today Show 1 e o novo livro sobre dividir as responsabilidades da casa meio a meio eu tive apenas uma pergunta, ou talvez, um dilema. Eu fico em casa tempo integral, dando aulas para minhas quatro crianças, e eu amo fazer isto. Eu não gostaria de trabalhar fora de casa mesmo que me fosse oferecido. Mas isso realmente significa que o marido não tem NENHUMA participação nos deveres domésticos? Isso realmente significa que ele nunca deveria lavar alguns pratos, por a roupa pra lavar, dar banho nas crianças ou recolher suas próprias meias? Eu quero dizer, se as coisas precisam ser feitas, meu marido deveria poder surfar na internet ou assistir um jogo enquanto eu arrumo tudo depois do jantar e ponho as crianças na cama? Eu acho que estou realmente querendo saber se isto é o que significa ser uma mulher bíblica? Eu QUERO ser. Eu quero fazer meus deveres sem murmurar e reclamar, mas é duro. É fácil sentir-se como a empregada. Por isso, qualquer palavra de sabedoria que me ajudasse a ver este assunto clara e biblicamente, seria ótimo.” Leia mais »

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

[Mulheres Prendadas] Quibe de Arroz Integral

quibedearroz

Pra quem precisa de receitas sem glúten ou pra quem está está querendo dar fim naquele arroz integral que está fazendo aniversário na geladeira, uma ótima ideia é fazer quibe! E é só aprender a proporção – 1 xícara de carne pra 1 xícara de arroz integral cozido. O resto é temperinho e forno. Neste da foto, que serve umas 4 pessoas, usei:

  • 2 e 1/2 xícaras de carne moída
  • 2 e 1/2 xícaras de arroz integral cozido e escorrido
  • 1/2 cebola
  • Salsão à gosto (pode ser salsinha, ou hortelã, que é o mais tradicional)
  • Sal e pimenta do reino à gosto

Modo de Preparo: Leia mais »

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

“Coelho não bota ovo – muito menos de chocolate!” por Simone Quaresma

Screen Shot 2014-04-17 at 1.21.34 PMDar ovos de chocolate aos nossos filhos ou não???? Esta dúvida tem cercado muitas mães desejosas de ensinar as verdades bíblicas aos seus filhos pequenos. O que fazer ante a propaganda maciça na televisão, escola e meios de comunicação em geral? Você está lá, lutando para ensinar ao seu filho pequeno sobre ressurreição de Cristo, seu sacrifício vicário e expiatório, seu sofrimento carregando o pecado dos eleitos e… eis que a mídia surge e resume tudo isso a um pedaço de chocolate bem embalado! O que fazer? Dar o famigerado “ovo de páscoa” à criança e explicar que aquilo não tem o menor significado? Não dar nada e não explicar nada? Não dar e explicar o porquê? Estas perguntas têm rondado a cabeças de pobres mães às voltas com a pressão feita por seus filhos pequenos. Eles exigem seus ovos de coelho! O que fazer? Leia mais »

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

[Cantinho da Criança] Pentecostes por Diana Kleyn

aPor que Jesus teve que voltar ao céu depois que ressuscitou dos mortos? Não teria sido melhor Ele ter ficado na terra? Não teria sido melhor Ele ter ficado aqui para governar e ajudar o seu povo? Não, crianças, pode parecer que isso teria sido melhor, e é bom que vocês queiram que Jesus esteja perto de vocês, mas Deus sabe muito melhor do que nós o que é bom para nós.

Jesus terminou Sua obra nesta terra e estava pronto para voltar ao Seu amado Pai no céu. Jesus sofreu muito durante seus 33 anos nesta terra pecaminosa, mas depois Ele pôde entrar na glória: Seu sofrimento terminou e a salvação foi conquistada para o Seu povo. Se quiséssemos manter Jesus na terra para que Ele reinasse sobre seus inimigos, seríamos como os discípulos e as multidões que pensavam que Jesus tinha vindo para estabelecer um reino terreno. Ele já governa o céu e a terra, juntamente com o Seu Pai e o Espírito Santo. Podemos ir a Ele a qualquer momento, através da oração, e Ele prometeu nos ouvir. Leia mais »

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

“Socorro! Meus filhos estão vendo pornografia!” por Tim Challies

Screen Shot 2014-04-16 at 12.55.41 AMEu escuto isso com tanta, tanta frequência: “Socorro! Meus filhos estão vendo pornografia!” Há uns dias atrás uma mãe me escreveu para dizer que ela e o seu marido permitiram que seu filhos adolescentes acessassem a Internet para jogar online, pensando que eles haviam ensinado e treinado seus meninos bem o suficiente para que eles fossem capazes de resistir qualquer que fosse a tentação com a qual eles se deparassem. Eles estavam errados, e tinham acabado de descobrir que nos últimos quatro meses, quando a mamãe e o papai saiam de casa para um passeio romântico ou para resolver alguma coisa na rua, os meninos ficavam vendo pornografia. O que eles deveriam fazer? Como eles deveriam reagir? Leia mais »

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

[Mulheres da Bíblia] “Lia: A Vitória Contra a Idolatria do Coração” por Pr. Charles Oliveira

Lia e RaquelQuando se fala nos patriarcas Abraão, Isaque e Jacó, e suas respectivas esposas, pensamos em Sara, Rebeca e Raquel. Jamais ouvi alguém citar Lia como esposa de Jacó e exemplo de vida piedosa e de confiança em Deus. Uma simples consulta a qualquer banco de dados de um cartório revelará inúmeros registros com o nome Raquel, mas poucos com o nome Lia. No entanto, esta é uma das maiores injustiças que a galeria dos antigos crentes poderia ter feito com alguém de importância tão significativa nas narrativas bíblicas.

Raquel recebeu destaque por sua beleza. Afinal ela era “formosa de porte e de semblante” (Gn 29.17). Também foi vista primeiro por Jacó, quando este chegou de viagem até o poço onde as ovelhas bebiam. Lia tinha “os olhos baços”, literalmente “fracos” ou “tristes” (Gn 29.17). Seja qual fosse a cultura naquele tempo, Lia não estava dentro do padrão de beleza que chamasse a atenção; não era bela, não causava encanto. Curiosamente, Jacó buscou a beleza em primeiro lugar e se apaixonou por Raquel. Mais tarde, a Escritura iria registrar: “enganosa é a graça e vã a formosura, mas a mulher que teme ao Senhor, esta será louvada” (Pv 31.30). Leia mais »

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone

[Mulheres Prendadas] Salada de Abobrinha e Berinjela

DSCN7332

Quem acha que salada é a coisa mais sem graça do mundo ainda não foi apresentado a uma bela salada de abobrinha e berinjela. Esta salada serve bem umas 4 pessoas e não dá trabalho nenhum: é cortar, arrumar no refratário, investir nos temperinhos e deixar o forno trabalhar pra você.

Ingredientes:

  • 1 berinjela
  • 1 abobrinha
  • 2 tomates
  • Azeitonas fatiadas, sal, pimenta e ervas a gosto
  • Azeite

Modo de Preparo: Leia mais »

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone