atraves dos portais - Elliot“Através dos Portais do Esplendor”, publicado em português pela Vida Nova, é um grande clássico sobre missões. Uma leitura indispensável! Elisabeth Elliot, a esposa de um dos missionários, narra a chocante história de cinco corajosos missionários (Jim, Pete, Nate, Ed e Roger) que na década de 50 aceitaram o desafio de levar o evangelho às tribos indígenas no Equador.

O livro começa com o chamado e a chegada dos jovens ao Equador e o trabalho com os Quíchua e outras tribos mais acessíveis. Finalmente eles chegam aos Auca, uma tribo temida por todos. Temos um registro completo dos acontecimentos baseado nas anotações detalhadas dos diários e cartas das viúvas. As inúmeras fotos tornam a história tão viva que parece que estamos lá com eles.

São inúmeras as lições sobre a providência, cuidado e soberania de Deus que podemos tirar de suas histórias. É de Jim Elliot uma das frases mais marcantes e conhecidas do livro: “Não é tolo aquele que dá o que não pode reter, para ganhar aquilo que ele não pode perder.” Que grande incentivo a sairmos da nossa zona de conforto e das quatro paredes das nossas igrejas.

Os missionários acabaram sendo assassinados pelos indígenas mas, nas palavras de Ronaldo Lidório, um missionário brasileiro*, “a história não se encerrou no martírio, dor e sofrimento das famílias missionárias, mas seguiu além para desaguar na glória de Deus, salvação do povo e encorajamento da Igreja.”

O livro é muito bom. Somos levados a refletir sobre a brevidade da vida e o que tem sido o nosso foco, mas principalmente a exaltarmos o nosso Deus que nos deu vida eterna em Cristo. Não deixem de compartilhar o exemplo desses grandes homens e mulheres de Deus com os seus filhos!

“Porque aquele que quiser salvar a sua vida, perdê-la-á, e quem perder a sua vida por amor de mim, achá-la-á.” (Mateus 16:25)

Com amor,
Roberta.

_______________

Elisabeth Elliot

Os pais de Elisabeth Elliot foram missionários na Bélgica, onde a autora nasceu. Quando tinha apenas alguns meses, a família foi para uma cidade nos EUA não muito distante da Philadelphia, onde seu pai se tornou um editor do Sunday School Times. Elisabeth conheceu Jim Elliot no Wheaton College, casaram-se e foram para o Equador como missionários. Permaneceu trabalhando com os indígenas até 1963, quando então retornou com a sua filha aos EUA. Desde então tem dedicado sua vida a escrever e palestrar.

** Infomações retiradas do blog da autora.

* Ronaldo Lidório atualmente lidera uma equipe missionária entre os indígenas do Brasil.