Fonte da Imagem Pinterest
www.pinterest.com.br

Lembro-me da manhã de Natal em que meus quatro meninos passaram meia hora desembrulhando seus presentes. Meu marido e eu estávamos muito felizes por poder presenteá-los com o que os alegrassem. Quando o último presente foi aberto, esperei que meus meninos expressassem sua gratidão a mim e ao meu marido por nossa generosidade, mas, ao invés disso, ouvi as palavras: “Tem mais presentes?”

Será que sou a única mãe que teve dificuldade em ensinar os filhos a serem gratos?

Parece que apesar de tudo que fazemos por nossos filhos, eles frequentemente nos respondem com ingratidão. Por causa do pecado, muitas vezes, eles sofrem de um falso senso de direito, acreditando que devem receber tudo o que desejam. Gratidão não vem naturalmente e é nosso dever como pais ensiná-los a serem gratos.

Ensine-os

Ensine-os pelo que eles devem ser mais gratos: o evangelho.

Ensine como todos nós temos quebrado as leis de Deus (Rm 3.23) e que a consequência disso é a morte (Rm 6.23).

“Mas Deus prova o seu próprio amor para conosco pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores” (Rm 5.8).

Jesus pagou o preço por nossa rebelião, provendo o único caminho para aqueles que se arrependem e creem tornando-os, assim, filhos de Deus e herdeiros juntamente com ele (Rm 8.17).

Quais as razões que devem trazer gratidão ao coração dos nossos filhos? O fato de que Deus os ama tanto e que, por causa desse profundo amor, ele ter enviado seu filho para pagar pelos pecados deles. Normalmente, as crianças não pensam sobre o custodas coisas. É nosso trabalho ensiná-los o que a Bíblia diz sobre o preço de seus pecados, o quanto custou a Deus garantir a salvação deles, e o preço de sua rejeição a ele.

Ensine seus filhos a reconhecerem a graça de Deus em suas vidas. Não permita que eles cedam ao senso de direito que a carne provoca. Ajude-os a aprender que não merecem nada, mas que eles têm um Pai celestial que providencia tudo para eles. Em 1 Coríntios 4.7, Paulo pergunta: “E que tens tu que não tenhas recebido?”. Nossas crianças precisam de ajuda para reconhecerem a graça e entenderem que toda dádiva boa e perfeita é lá do alto. (Tg 1.17).

Mostre a eles como

Se você quer que seus filhos sejam agradecidos, mostre-os como fazê-lo. As crianças são especialistas em imitar o que veem. Os meninos amam cortar a grama como o pai, seguindo-o pelo jardim com seu cortador de grama de brinquedo. As meninas passam horas com seus brinquedos de cozinha. Por quê? Porque querem ser como suas mães quando preparam as refeiçõespara a família.

Ensine seus filhos a serem gratos, sendo grato. Fale disso. Faça isso.

“Rendei graças ao SENHOR, porque ele é bom” (Sl 107.1).

Sabemos que Deus quer que sejamos gratos, mas estamos mesmo praticando isso? (Tg 1.22). Seus filhos te escutam agradecendo a um amigo por uma visita? Eles te escutam agradecendo ao pastor pela pregação da semana? Eles veem você reservando um tempo para escrever um cartão de agradecimento? Seus filhos diriam que você está “crescendo em ações de graças,” refletindo o que diz Colossenses 2.7? 

Talvez você esteja passando por um período em que seja difícil encontrar motivos de gratidão, mas a palavra de Deus diz: “em tudo, dai graças” (1Ts 5.18). Nosso Pai tem nos mostrado tanta graça e, não importa as circunstâncias em que nos encontramos, sempre podemos encontrar razões para sermos gratos a ele por tal graça. 

Em seu livro, Quando a escuridão não passa (When the Darkness Will NotLift), John Piper diz: “Agradecer com seus lábios desperta a gratidão no coração”.

Enquanto agradece com seus lábios, peça a ele que dê gratidão em seu coração (Cl 3.16). Reconheça a graça mostrada a você e responda com gratidão. Dê o exemplo aos seus filhos.

Não tolere ingratidão

Em nossa casa, temos uma regra de que não temos permissão para reclamar. Um dos meus filhos é especialista em enxergar o lado ruim de qualquer situação. Quando ele tenta reclamar de alguma coisa, imediatamente peço para que ele me diga algo pelo que seja grato. Meu objetivo é cultivar nele uma atitude de gratidão.

É um processo. Ele continua tentando reclamar sobre as coisas e eu continuo tentando controlar esse perigoso desejo nele, trabalhando para aumentar sua consciência da graça de Deus.

Às vezes, meus meninos dizem: “Mãe, eu não quero comer esses vegetais.” Eu respondo dizendo: “Obrigado, mamãe, por fazer um jantar saudável para mim!” Então, eu os faço repetir a sentença e eles o fazem, às vezes até rindo enquanto o fazem. Ao invés de pensar sobre como eles não gostam de comer brócolis, quero que eles sejam gratos pela provisão de alimentos saudáveis.

Deus deu aos pais autoridade sobre seus filhos (Ef 6.1). Nós decidimos, baseados na palavra de Deus, o que permitiremos e o que rejeitaremos em nossos lares. Use sua autoridade para cultivar corações gratos em seus filhos. Rejeite qualquer coisa que ameace o crescimento do seu filho na graça.

Tenha uma visão ampla

A gratidão nos lembra de quem nós somos e de quem Deus é. Nós não somos autossuficientes, Deus é nossa suficiência. Paulo diz em 2 Coríntios 3.5: “Não que, por nós mesmos, sejamos capazes de pensar alguma coisa, como se partisse de nós; pelo contrário, a nossa suficiência vem de Deus”. Ele supre cada uma de nossas necessidades (Fp 4.19). Como o salmista, dizemos: “Eu sou pobre e necessitado, porém o Senhor cuida de mim” (Sl 40.17).

Deus é nosso pai e dependemos dele para tudo. Nossos filhos precisam de ajuda para enxergar corretamente o relacionamento deles com Deus. Nós os ajudamos quando oramos para Deus dar-lhes corações gratos e quando cultivamos neles um coração grato. Enquanto nos esforçamos para este fim, devemos nos lembrar do nosso inimigo nesse processo.

Satanás é uma ameaça para o crescimento dos nossos filhos na graçae, também, para que seus corações respondam com gratidão a Deus. Ele odeia nossos filhos e quer destruí-los. Lute por seus filhos cultivando seus corações para o Senhor. Ore para Deus dar-lhes corações que dependem dele e que o louvam por sua provisão.

Eu quero que meus filhos sejam gratos e que vejam minha gratidão; quero que minha família magnifique ao Senhor mostrando nossa gratidão a ele; quero que minha família seja tão agradecidapela graça do Senhor, que seja impossível deixar de demonstrar graça a outras pessoas. É por isso que oro para que Deus mova nossos corações para ele e molde toda a extensão do meu próprio coração para que meus filhos vejam isso. E você? O que quer para a sua família?

Deus nos tem dado a benção de ter filhos e a responsabilidade de ensiná-los. Pela sua graça, seja grato e ensine seus filhos a serem gratos também.

Este artigo foi publicado originalmente por
 https://www.reviveourhearts.com/true-woman/blog/teach-them-give-thanks/

Traduzido com permissão do autor.

**Christy Britton** é uma mãe de quatro filhos. Ela é uma defensora dos órfãos da 127 Worldwide. Ela e seu marido são membros da aliança na Imago Dei Church em Raleigh, Carolina do Norte. Ela adora ler, discipular, comida cajun, passar o tempo na África, hospitalidade e futebol da LSU. Ela escreve para vários blogs, incluindo o seu, www.beneedywell.com

Tradução por: Carolina Crepaldi Hito

Revisado por: Ligian Oliveira